Blog do Júnior Bocelli

Estudos bíblicos, reflêxões, devocionais, histórias e artigos em geral.

Spurgeon fumou para a glória de Deus

Recebi esse texto por e-mail e não sei exatamente de onde veio (desconfio que do Pavablog). Já que apaguei a introdução anexada ao relato (para fazer a minha própria), considero-me desobrigado a tentar encontrar o primeiro blog a postar esse conteúdo. Além do mais, o irmão Charles Spurgeon não liga para  “direitos autorais” no lugar onde está.

O texto abaixo foi publicado pela revista “Christian World”  no ano de 1874 e contém a resposta do pastor Charles Spurgeon (o “Príncipe dos Pregadores”) a uma provocação feita pelo pregador itinerante Dwight Pentecost em um culto (naquele tempo os cultos também eram palcos de discussões inúteis). Conta-nos a história que Pentecost incluiu no sermão um relato de como “obedeceu ao chamado de Deus para deixar de fumar, algo que parecia atrapalhar sua busca pela santidade”, uma provocação a Charles Spurgeon que amava fumar charutos.

Na verdade Pentecost fez o mesmo que os “cristãos” do século 21: uma espécie de barganha perversa com Deus. O fato dele ter parado de fumar charutos dava-lhe o direito de sentir inveja de Charles Spurgeon, que aquela altura já era considerado um pregador brilhante por toda Europa, organizando reuniões gigantescas para os padrões da época. Hoje Charles Spurgeon ainda é um ícone entre os protestantes, e, se não fosse esse texto, talvez nunca saberia nada sobre Dwight Pentecost.

Na verdade Pentecost acha que ficou mais santo (segundo suas próprias palavras) quando na verdade houve uma cauterização de consciência. O que o impedia de ser santo era a inveja que ele sentia do Spurgeon, não os charutos. Esse sentimento de culpa foi removido quando ele passou a detestar o que seu companheiro famoso e talentoso mais gostava.

Desaconselho o fumo, pois faz mal à saúde; causa vários tipos de câncer, impotência e diminui a expectativa de vida. Não fumo unicamente porque quero prolongar a minha vida o máximo possível para poder ajudar a todos os meus irmãos o máximo de tempo possível, e, embora isso me seja lícito, por causa desse desejo, fumar não me convém. Fumei durante um tempo da minha vida, principalmente quando estive em depressão, e o efeito do tabaco foi bem melhor que os dos remédios.

Fumar não te leva ao inferno a menos que você já esteja indo para lá. Agora, se você estiver indo para o céu, ele só vai acelerar a sua chegada ao paraíso, pois com certeza você vai morrer mais cedo do que morreria caso ficasse longe do cigarro.

Essa implicância dos “evangélicos” com o cigarro é fácil de entender. Talvez você conheça fumantes mais felizes que você, com mais amigos, ou com mais dinheiro; talvez ele até seja um ser humano melhor do que você e tenha até mais qualidades que Jesus considera importante. Porém, ele não tem que “dizimar”, não tem que obedecer “pastor” e nem é um “rato de igreja”. Sendo assim, você tem que arranjar um bom motivo para odiá-lo e jogá-lo no inferno.

As campanhas contra o tabaco que os governos têm feito foram infinitas vezes mais eficiente do que essa babaquice evangélica, pois são baseadas na verdade e não no engano.

Finalmente o texto:

Em 1874, a revista Christian World relatou uma curiosa disputa de idéias entre o pregador itinerante Dwight Pentecost e o pastor Charles Spurgeon, ocorrida quando ambos estavam em um culto (um assunto tão sem importância só podia estar sendo discutido em um culto mesmo).

Pentecost incluiu em seu sermão um relato apaixonado sobre como obedeceu ao chamado de Deus para deixar de fumar, algo que parecia atrapalhar sua busca de santidade. Muitos viram neste testemunho uma pacífica provocação a Spurgeon, conhecido por gostar de fumar charutos.

Quando Spurgeon chegou até o púlpito, disse:

Bem, caros amigos, vocês sabem que alguns homens podem fazer para a glória de Deus o que para outros homens seria pecado. Apesar do que nos relatou o irmão Pentecost, eu pretendo fumar um bom charuto para a glória de Deus antes de ir para a cama hoje à noite. Se alguém puder me mostrar na Bíblia o mandamento: “Não fumarás”, estou pronto a obedecê-lo, mas ainda não o encontrei. Conheço apenas dez mandamentos, e faço o possível para guardá-los. Não tenho vontade alguma de transformá-los em onze ou doze.

O fato é que eu tenho falado com vocês sobre pecados reais e para não darem ouvidos a meros sofismas e escrúpulos. Ao mesmo tempo, sei que aquilo que um homem acredita ser pecado se torna pecado para ele, e deve então parar de cometê-lo. “Tudo o que não provém da fé é pecado” [Rm 14:23]. Esse é o ponto que o meu irmão Pentecost vem reforçar.

Ora, um homem pode pensar que é pecado ter suas botas pintadas de preto. Bem, então ele não deve insistir e ficar com elas brancas. Gostaria de dizer que não tenho vergonha de nada do que faço. Não me sinto envergonhado por fumar, portanto, quero dizer que fumo para a glória de Deus.

Creio que quase tudo pode ser feito para a glória de Deus, contanto que não façamos disso um ídolo e o fazemos com admiração e gratidão a Deus pelos bons dons que nos concede.

Sendo um fumante ocasional de charutos por 14 anos (comecei antes de ser uma moda e continuei depois de sair de moda), tenho algumas ideias sobre como podemos usar charutos para a glória de Deus. Aqui estão 20 delas:

1. Fume de maneira lenta e reflexiva, como parte da disciplina de contemplação da Palavra de Deus.

2. A maioria dos fumantes olha muito para seus charutos enquanto está fumando, seguindo com o olhar as veias das folhas e admirando o crepitar dentro do “embrulho”. Um bom charuto é uma obra de arte. Isso me deixa feliz e me faz agradecer a Deus por sua criação.

3. Fume ao ar livre e agradeça a Deus por ter criado o céu, as nuvens, a grama e as árvores.

4. Meu professor de religião da faculdade, o saudoso M.B. Jackson, costumava sair da sala de aula durante as provas. Com o cachimbo na mão, dizia: “Se precisarem de mim, estarei na escada, enviando ofertas queimadas a Deus”. Essa é uma boa perspectiva. Quem fuma charutos gosta de ver a fumaça subir. Pense nisso como um holocausto de ação de graças ao Criador de todas as coisas boas.

5. A ponta de um charuto queimando é, ao mesmo tempo, sedutora e perigosa. O mesmo acontece com o pecado que leva ao inferno. Essa é uma boa ilustração para ser usada pelos pregadores que gostam de fumar.

6. O armazenamento adequado dos bons charutos requer acompanhamento e cuidado (com a temperatura, a umidade etc). Preocupar-se com os outros e desejar acompanhá-los são virtudes em falta na Igreja moderna. Podemos agradecer a Deus pois cuidar de charutos nos ajuda a sermos curados da “doença da pressa”.

7. Bom tabaco é cultivado, tratado e enrolado através do trabalho duro de homens e mulheres em algumas partes do mundo que a maioria de nós jamais irá visitar. Toda vez que fumo um charuto penso nas mãos calejadas, incansáveis e talentosas que fizeram meu charuto. Ore por essas pessoas, para que Deus conceda-lhes uma vida longa, plena de saúde e felicidade; e agradeça a Deus por eles e seus dons.

8. Dê graças a Deus por ter criado lugares neste mundo especificamente para produzir o tabaco perfeito. Locais onde tudo colabora para isso: o clima, o solo e os agricultores. Cristãos não acreditam em coincidências.

9. Não inale a fumaça do charuto para dentro de seus pulmões.

10. As cinzas são um ótimo adubo. Depois de fumar, coloque-as sobre a grama ou em canteiros de flores. Assim, você será um bom mordomo da criação.

11. Forme um grupo de estudo bíblico ou grupo de discussão teológica em uma lugar reservado só para fumantes.

12. Frequente lugares onde pessoas que você não conhece fumam charutos. Use cada oportunidade para construir pontes e gerar diálogos que lhe permitam ser testemunha do evangelho.

13. Fume com bons amigos cristãos, rindo muito e falando sobre coisas que são importantes (ou não), e agradeça a Deus pela amizade. Faço isso regularmente e posso dizer que uma das coisas que mais conforta minha alma é fumar charutos até altas horas da noite enquanto aprecio a companhia e a amizade de bons cristãos.

14. Dê bons charutos – bons mesmo! – de presente em outras ocasiões, além do nascimento de uma criança.

15. Admire-se que, um dia, alguém descobriu como transformar a planta do fumo em charutos (ou cachimbo) e veja que a criatividade humana é uma consequência de sermos feitos à imagem de Deus.

16. Para os fumantes casados: agradeça a Deus por ter uma mulher incrível que deixa você fumar. (Isso é, se ela for uma mulher incrível que o deixa fumar. Se não for o caso, dê graças a Deus por ter uma esposa que se preocupa com sua saúde, sua reputação, seu bom hálito e com todas as coisas que ela não aprova.)

17. Enquanto você fuma, pense em todos os fumantes de charuto famosos que conhece – comediantes, escritores, atores, pintores, poetas e cineastas – e dê graças a Deus por sua arte (e pela arte em geral).

18. Escolha uma passagem em sua Bíblia. Acenda seu charuto e comece a ler. Não pare até que tenha fumado o charuto até o fim. É melhor que usar ampulheta ou cronômetro.

19. Leve dois charutos para a entrada de sua casa. Acenda um. Aguarde o vizinho sair de casa e então ofereça-lhe o outro.

20. Se você compra a granel, use as caixas vazias para colocar presentes ou comida e dê a crianças carentes.

Escrito por Júnior Bocelli

Júnior Bocelli tem 31 anos, é Bacharel em Física, mas se deu bem mesmo trabalhando como web designer e professor; CEO da iCriação - Sistemas Web e Desktop e funcionário público. Amante de Jesus e do Evangelho, dedica parte do seu tempo a ajudar pessoas que querem Deus, mas não suportam mais a religião.

39 Comentários so far.

  1. Marcelo Marinho says:

    Queria saber no que este texto… pode edificar alguém? Padres pedofilos! Freiras na Europa fazendo aborto! A igreja de roma se dizendo simplesmente e na cara de pau “à única que salva!” Eu acredito que há assuntos muito mais proveitosos para se comentar no seu blog. Espero que você não seja ecumenico (porque se for é um pobre iludido!).

  2. Caio Coelho says:

    O texto não é uma apologia ao vício do fumo! Pelo amor de Deus! Não! Tudo que existe a exceção do mal, nos foi dado para nossa satisfação e prazer, até o vinho! O que precisamos é de moderação e saber contemplar a criação divina sob todos os aspectos.Creio que Deus goste de alegria e prazeres, comer,beber,amar,festejar o legado da vida de forma leve e sadia.Voltem a genesis e verão que por Deus, não haveria nem a necessidade do trabalho, tudo nos seria ofertado em Graça eterna! E se não necessitássemos basicamente do trabalho arduo,o que nos restaria fazer? Nos divertir, aproveitar Graciosamente a existência!

  3. Marcelo Marinho says:

    É pelo visto é só enrrolação! É puro ecumenismo! Em uma família não se fala mal dos irmãos, e sim cada um se ajuda. Esse texto não serve para nada! É pura covardia! Por que não coloca um texto criticando á igreja de roma? Será que tem medo?

  4. Cara !! o texto de introdução é irado e muito bem elaborado ! Parabéns, mas acho que tem muita gente que só esta esperando um texto como esse para voltar a fumar! mas tudo bem! cada um faz o que bem quer e se o fizer sem culta e em paz com Deus tá valendo, eu não sabia que Spurgeon era fumante de charutos e o que é legal, é que ele, o fazia para glória de Deus.
    Meu irmão parabéns pela postagem, infelizmente são poucos os fazem o trabalho maravilhoso que você faz em pró do verdadeiro evangelho.

  5. Claudiney says:

    Você deveria esclarecer que somente depois da 1ª Guerra Mundial é que os males do tabagismo vieram à tona com maiores propriedades. Não se tinha na época de Spurgeon um conceito sobre o fumo na amplitude e estatística como temos hoje. O uso deste mal destruidor que tem ceifado milhões de vidas por ano no mundo, ativas e passivas, é óbvio que está incluso na citação das obras da carne de Gl 5.22 “e coisas semelhantes a estas”. O Espírito Santo que inspirou a mensagem paulina, de forma sábia e presciente, fez questão de terminar a lista com esta expressão, para que, tantas outras práticas destruidoras da vida humana que já tinham na época e não foram ali enumeradas, bem como práticas de mesma natureza e efeitos como as citadas no texto de Paulo, que surgiriam nos tempos posteriores, fossem rejeitadas pelos cristãos. Tudo aquilo que o uso é prejudicial ao corpo e à vida humana, Deus é contra, inclusive, diz a Bíblia que “se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo” (1 Co 3.17). Como é então que o crente salvo irá fumar sabendo, hoje, que isto é uma prática destruidora e que tanto tem assolado? Deixado mães sem filhos, filhos sem pais, mulheres viúvas, etc. Jesus é que é o nosso modelo, base da nossa conduta cristã, e não Spurgeon (1 Jo 2.6).

  6. Querido Claudiney,

    Não vejo como o cigarro pode tornar um homem impuro, sobretudo depois de Jesus ter dito que são as coisas que saem da boca de um homem (e não as que entram) que o tornam impuro.

    Dito isto gostaria de demonstrar agora, nas suas próprias palavras, como são enganadoras as palavras que saem da boca dos evangélicos; por detrás de um texto aparentemente bem escrito e com “bases bíblicas”, esses evangélicos vão tentando nos fazer engolir todo o seu lixo.

    Repare, por exemplo, que o texto que você citou em 1 Co 3:17 não fala sobre o corpo humano, mas sim da Igreja como Corpo de Cristo. No texto, os que “destroem o Templo de Deus” são os obreiros fraudulentos que disseminam heresias e vão corrompendo a Igreja de Deus, assim como provavelmente o seu pastor faz e você quis fazer aqui no meu blog.

    Abraços.

  7. Neilton says:

    Meu sogro, Sr, Mário, morreu diácono de uma Igreja. Fumando. Morreu não só por causa de seu vício, mas pela impossibilidade de resistencia a 4 pontes de safena no Biocor em Belo Horizonte. Sofreu um infarto ouvindo o jogo do Cruzeiro no radinho que le gostava, sob um vento frio de um domingo de julho. Meu cunhado me procurou com lágrimas nos olhos me perguntando se seu pai tinha sido salvo “apesar” do cigarro. Lhe disse: “desde quando fumar é pecado? e mesmo se fosse, não invalidaria a obra da cruz, pois foi para tirar nossos pecados é que Ele morreu.”
    Antes de ir para a cirurgia das safenas, meu sogro sonhou com um cavalo branco se aproximando dele, ele montou e foi até uns portões gigantescos. ele desmontou do cavalo, os portões se abriram e ele entrou em uma cidade linda. Isso numa manhã de domingo, na segunda feira ele falecia numa mesa de cirurgia, onde se deitou louvando ao Senhor.
    O evangelho é para humanos.

  8. otavio says:

    irmão ,pelo amor de DEUS ,eu sou de JESUS, não sou idólotra de pastores,estou triste com a igreja evangélica,com esse formato religioso do evangelho, mas irmão tenha paciencia defender o fumo e ainda mais dizer que se fumar só vai apressar a sua entrda na glória… por favor…
    só um toque amado.. o fumo tira a sua sobriedade, te trazer um prazer artificial, uma calma enquanto esta se fumando, assim como qualquer outra droga… enfim irmão voce esta apenas dizendo que JESUS não é o suficiente para te dar paz,alegria,gozo no espirito, cuidado irmão:
    ”sede SOBRIOS e vigilantes o diabo vosso adversario anda ao derredor
    bramando como um leão buscando a quem possa tragar”
    amado é possivel sim de JESUS sem estar numa igreja evangélica, mas não use disso para fazer oque quiser
    (I Corintios 6:12) – Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.
    irmão se voce saiu da igreja por qualquer motivo que não seja a falta de amor e a hipocrisia que reina na igreja evangélica , ore a DEUS porque voce ta com problema para resolver
    com amor otavio

  9. GRACIELA says:

    meu avô fumava cachimbo e era uma pessoa temente a Deus,foi delegado na minha cidade na época em que ela estava apenas começando a ser edificada e trabalhou assim por muitos anos.Todos o conheciam por ser hospitaleiro e bondoso,recebia em sua casa pessoas que vinham de outros lugares sem nem ao menos conhece-las.Me ensinou que deveríamos ser hospitaleiros com todos pois poderiam ser anjos enviados por Deus, enfim, não acredito que tenha ido para o inferno por causa do cachimbo.por outro lado, minha mãe, que era fumante até o ano passado, tem enfisema pulmonar,problemas cardíacos e outras complicações por causa do cigarro, está muito mal, vegetando ao invéz de viver. acho que não devemos fumar porque é um grande mal a nós mesmos, é infantilidade achar que não, mas naõ acho que isso levará alguém para o inferno.temos que ter sabedoria e não envergonhar a cruz de Cristo. paz a todos.

  10. Cara Graciela,

    É uma pena o cigarro fazer tão mal. Do contrário eu seria uma chaminé ambulante para a Glória de Deus!

    Abraço.

  11. Querido Otávio,

    Acredito que você não percebe a loucura que está dizendo, bem como a análise hipócrita contida no seu comentário. Ora, pensando dessa forma qualquer tratamento médico ou remédio seria uma afronta a Deus, pois seria uma cura artificial. No final do livro de Eclesiastes Salomão nos alerta que a vida é dura e os “dias maus” são muitos na vida de um homem. Porém, nós, os que temos a esperança no Reino de Deus, devemos nos livrar da amargura e nos alegrarmos tornando nossos dias maus em bons. Isso não deve ser feito nos alienando da realidade, com o uso de bebidas ou drogas, nem mesmo usando a alienação religiosa (que nada tem a ver com a fé em Jesus). Isso deve ser feito, conforme diz Jesus, pondo a nossa esperança no Reino que está por vir, nos alegrando com as coisas mais simples da vida e crendo que tudo o que está acontecendo (mesmo que pareça mau) é fruto do amor de Deus por nós.

    No entanto, devemos nos lembrar que no mesmo livro Salomão diz que parte da alegria de um homem na terra, seria desfrutar do fruto do seu trabalho na Terra com a mulher que ama; comendo gostosamente a sua comida e bebendo gostosamente o seu vinho (não é “kissuco de uva não, rs”). Jesus, por sua vez, diz que “nem só de pão vive um homem’! A análise inversa do que Ele disse (que a maioria de nós nunca fez) é perceber que Jesus confirma a importância do “pão” na nossa vida, ou seja, ele admite a existência de uma satisfação importante na vida de um homem e que é satisfeita com aquilo que temos aqui na Terra mesmo, neste caso, o “pão”.

    Particularmente, eu creio que não exista um remédio fabricado pelo homem e que cure um doente que não seja um milagre de Deus; não existe uma garrafa de vinho que não tenha sido fabricada sem a benção de Deus, apesar do mau uso que algumas pessoas fazem tanto dos remédios quanto do vinho.

    Digo mais: quem me dera o cigarro não fizesse mal a saúde. Com certeza seria a mais feliz chaminé humana, soltando fumaça para a glória de Deus. Aleluia!

    Grande abraço.

  12. Edson Ferreira de Araujo says:

    Gálatas 5:19-26 fala das obras da carne e do fruto do Espírito: “…glutonarias, bebedices e coisas semelhantes a estas, e os que as praticam não herdaram o Reino dos Céus…”. 1 Co 3:16 diz que o nosso corpo é templo do Espírito Santo, e os que destroem o templo de Deus, Deus os destruíra…” e os vícios matam e destroem, além do que, são desejos carnais”.
    Que Deus a tds abençoe PODEROSAMENTE!

  13. Querido Edson,

    Você não sabe ler? Já disse que o “corpo” no texto de 1 Co 3:16 é o “Corpo de Cristo”, ou seja, a Igreja. Não tem nada a ver com o corpo humano e você não pode simplesmente sair por aí pegando frases no meio de um texto e interpretando como quiser; como se meu irmão Paulo fosse algum demente… que escrevesse cartas sem a intenção de que elas fossem lidas na íntegras e entendidas.

    Quem destrói esse “Corpo” aí de 1 Co 3:16, segundo Paulo, são os falsos pastores, enganadores que por ganância ou pura maldade destroem o “nosso corpo”, que o Senhor vem ao longo do tempo formando membro por membro conforme é do Seu agrado.

    Abraço.

  14. Gostaria de fazer aqui uma pergunta reflexiva: Até quando o panteão evangélico servirá de base para disseminarmos conhecimento que polui,de certa forma, a cabeça de nossos irmãos evangélicos brasileiros os quais em sua maioria em questões como essa não sabem discernir entre a mão esquerda e a direita ?
    Questiono se tais informações farão bem ou confusão a realidade de nosso povo.
    Questiono se deve qualquer que seja o comunicador ensinar questões polêmicas em tom desconcertante para os ensinados. Pois, como sabemos, um blogueiro pode formar opiniões esquecendo o contexto da maioria de seus leitores.

    Em tempo: ”Tenho muito que vos dizer, mas ainda não podeis suportar”, falou Jesus. Será que a pedagogia de Cristo ainda é válida hoje ou a trocamos pela pela informação teológica sensacionalista?

    Que Deus vos abençoe e guardem na memória o fato do pastor Spurgeon ter deixado de fumar(1) quando o fato dele fazer assim ter se tornado público. Spurgeon parou para a Glória de Deus.

    Mais História da igreja. Menos panteão do protestantismo.

    1. A informação que Spurgeon deixou de fumar está em “24 fatos notais sobre Spurgeon mais 1″ publicado pelo site ‘monergismo’ de Felipe Sabino. Eis o que segue como o fato 25: ”Quando Moddy encontrou Spurgeon e descobriu que ele fumava charutos, ele ficou um tanto surpreendido e desconcertado. Spurgeon lhe assegurou que nunca tinha exagerado. Moody perguntou cortesmente, “E o que você consideraria um exagero?”. Ao que Spurgeon respondeu, “Fumar dois ao mesmo tempo”. É crido que Spurgeon parou de fumar charutos quando a loja de tabaco onde ele os comprova começou a se auto-anunciar como, “A Loja Onde Spurgeon Compra Seus Charutos”.

    Hélio dos Santos, licenciando em História

  15. Caro Hélio dos Santos Souza,

    Para mim e a maioria dos seres humanos essa é uma questão demasiadamente simples. Se você gosta de fumar, fume sabendo que prejudica a saúde; se você não gosta, não fume; caso encerrado. O novelo de confusões e mentiras no qual os cristãos envolvidos foi criado por ele mesmo, isso porque nunca creram de fato no Evangelho, em Jesus; a maioria dos evangélicos consideram o Evangelho uma idiotice. Eles creem na verdade em um conjunto de ensinamentos humanos, seguindo moral mundana; pior que isso, pois nem ao menos é um movimento de vanguarda.

    Então você acha que eu devo limitar a minha consciência no Evangelho por causa da imbecilidade de determinado grupo? Pois saiba que pra cada evangélico iracundo que entra em meu blog e sai, segundo você, “confuso”, existem 100 seres humanos que saem daqui felizes e satisfeitos. Não creio que Jesus era evangélico e nem mesmo que esse movimento tenha algo que os aproxime de Deus mais que qualquer outro; na verdade creio no contrário.

    Meu irmão Paulo diz que devemos prosseguir para a maturidade em Cristo, porém, esses que se dizem cristão escolheram se imbecilizar. Eles ficam escandalizados simplesmente porque são uns grandes estúpidos e não admitem que uma pessoa creia em algo diferente do que eles ditam. Não são essas pessoas que Paulo diz que devemos acolher, mas sim os novatos, que ainda são fracos na fé.

    Júnior Bocelli, Bacharel e Mestre em Física pela Universidade Federal.

  16. Soraia says:

    É a primeira vez que vejo este blog foi por acaso, mas entendi que vivemos em tempos difíceis, para nos preocupar com coisa que somente Deus tem o conhecimento. É fato que quem fuma na maioria das vezes é um viciado, da mesma forma de quem toma café como vício se não tomar o café fica com dor de cabeça. Eu penso como no bem estar do meu corpo “templo do Espirito Santo de Deus” por que contaminá-lo. O que penso que na maioria dos pensadores que comentaram o blog esqueceram que quem julga tbm será julgado da mesma forma. Fica ai este alerta. Quanto ao autor, use o seu talento para coisas que edifique e se na sua opinião esses textos vai ajudar seus irmãos. Amém.

  17. Cara Soraia,

    Você só esqueceu um dos aspectos fundamentais do Evangelho que diz que “o que contamina o coração do homem é o que sai da boca, e não o que entra”; na verdade não entendo a maneira como o cigarro pode tornar alguém impuro. Eu consigo, por exemplo, entender que o “testemunho mentiroso” (que aliás é uma das coisas que o Senhor odeia) pode destruir a alma de quem o pratica, mas não entendo como comida, bebida ou gostos pessoais podem tornar uma pessoa impura.

    Além do mais, se uma coisa ingerida pelo homem pode torná-lo impuro então todos estamos perdidos. Pois a Lei de Moisés tem prescrições bastante claras sobre o que devemos comer e beber. No entanto, Paulo diz que aquele que se importa com essas coisas é “fraco na fé”.

    Na verdade não estou julgando ninguém, estou fazendo o contrário: tirando um caminhão de gente que a igreja julgou e mandou pro inferno por causa do tabaco. Eu não fumo e nem sinto vontade de fumar pelas razões que mencionei, mas isso é apenas o meu gosto.

    Abraço.

  18. Denny says:

    Oi meu nome é Denny, moro no Rio de Janeiro-RJ tenho 48 anos, sou evangélica da Igraja Metodista.E a primeira vez que entro aqui devido a uma pesquisa no google, e seu artigo soou muito estranho aos meus ouvidos…Qual é a perfeita, boa e agradável vontade de Deus? Não consigo entender que fumar não é pecado. Na biblia inteira diz que o nosso corpo é templo do Espirito Santo e que devemos ter uma vida de santidade.
    Jesus disse o meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.” João 15:12
    Acho que voc~e odeia evangélicos, em seu texto você expressa seu desprezo e seu ódio aos evangélicos.
    “Essa implicância dos “evangélicos” com o cigarro é fácil de entender. Talvez você conheça fumantes mais felizes que você, com mais amigos, ou com mais dinheiro; talvez ele até seja um ser humano melhor do que você e tenha até mais qualidades que Jesus considera importante. Porém, ele não tem que “dizimar”, não tem que obedecer “pastor” e nem é um “rato de igreja”. Sendo assim, você tem que arranjar um bom motivo para odiá-lo e jogá-lo no inferno.
    As campanhas contra o tabaco que os governos têm feito foram infinitas vezes mais eficiente do que essa “babaquice evangélica”, pois são baseadas na verdade e não no engano.”
    Seu infeliz artigo que com certeza incita e dá carta branca para os fracos cairem no cigarro, na maconha que também é um fumo “inofensivo”. E outra já que pode fumar podemos cair no uisque no gim, no samba no terreirão, cair na balada fazendo todas as loucuras pois isso é babaquice dos evangélicos…

  19. Cláudio augusto says:

    Bom, só para colaborar com os bastidores das missões e missionários…quando eles chegaram em terras brasileiras a grande maioria fuma cachimbo e alguns eram a favor da pena de morte e escravocratas…, no seminário batista onde estudei não havia fotos dos missionários porque a maioria deles estavam com cachimbo na mão…o resto se vê no evangelho que herdamos…

  20. Jonatas says:

    Mano, eu ri muito, pq essa é uma questão q deveria ser de uma banalidade tamanha q nem deveria nos ater. Pior é saber o q os evangélicos nem sabem, q essa teologia-antitabagista é importada dos nosso cumpadres norte americanos, c sua moral ridicula e capitalista, faz parte do moviemnto pentecostal de origem… mas evangelicos são religiosos e religiosos em suma são fanaticos, e o fanatismo é ignorante. Eu fui evangelico por mais de 20 anos, sei do que falo, e falo ainda mais, o cigarro foi uma obra de Deus na minha vida, q seja escandalo, mas é verdade, me serviu p entender q Deus falava comigo mesmo fumando, e como já falou nesse momentos reflexivos enquanto fumava e mais, serviu p tirar o véu de ignirancia religiosa q eu continha e que mandava pro inferno todos aos quais eu via fumando. No mais sei q todo vício não é bom, portanto a moderação ainda é o melhor conselho, quem tem um vício tem um senhor, mas Cristo pode nos libertar e mesmo assim continuarmos a fazer coisas, mas agora livres, é uma linha tênue, mas sobre a existência do humano o q não é tênue? Abraço amigo, tomara q no céu exista um fumo celeste como o maná! Se não, espero algo ainda melhor! Hahahahah, não sou uma chaminé, mas uma lareira pra glória de Deus! Bjo, e q os neófitos q aqui vierem não se escandalizem, mas sejam esclarecidos, afinal foi para a liberdade q Cristo nos libertou, não tornemos a lei. E q os religiosos se escandalizem, e ainda mais se escandalizem, pois não foi assim c Cristo q comia e BEBIA c pecadores? Bjo de novo.

  21. Querido Cláudio,

    Claro. A igreja batista de hoje é mais “santa” que aquela dos pioneiros que deixaram o conforto do seu país de origem pra vir pra um país semi-feudal sob o perigo de ser queimado nas fogueiras da inquisição. O que os cristãos se tornaram é uma vergonha.

    Abraço.

  22. natal santos says:

    Tenho um membro na minha igreja que é fumante. Falo constantemente pra ele que não é um cigarro que vai tira-lo do céu. Tenho também 2 pastores que constantemente o criticam. MAS ele é o primeiro que chega, é técnico de som, conserta o computador da igreja, dos irmãos, possui uma mecanica (conserta os carros dos irmãos), não me da trabalho nenhum tem uma grande sede de conhecer a Deus. Falo para ele dos maleficios causados pelo tabaco. As pessoas precisam parar de afirmar quem vai para o céu o inferno segundo critérios humanos. Evidentemente eu falo para ele que fumar pra mim não é uma questão religiosa e sim de saúde. Tenho também diáconos que são viciados em café, comida, mas isto pode.

  23. Robert Costa says:

    Então, fikei facinado com o post, pq já conhecia as histórias sobre este sermão, o q realmente me intriga, é saber q o povo chamado de Deus, erra por não conhecer as escrituras, e nem o poder de Deus ( prova disso, todos os versiculos isolados q foram citados nestes comentários) e tbm não conhece sua própria história, a galera pensa q vive em um outro planeta onde a linha histórica da igreja surge do nada no neo pentecostalismo ou algo assim… sou apaixonado pela história da Igreja e dos avivalistas, se sabe q em sua maioria bebiam e fumavam, o q realmente me impreciona é essa hipocrisia evangélica, q faz os crentes se escandalizarem com um artigo facinate como este, e não a nossa desgraça d política, saúde e educação… Gosto d Spurgeon porque o cara não foi chamado de “O Principe dos Pregadores” atoa, não vejo nos dias d hoje pastores e líderes Evangélicos no Brasil q se assemelhem a algum deles… é muita hipocrisia achar q esses caras não eram cristãos por tais práticas, pq se não fossem por eles,(missões sustentadas por plantadores d tabaco) esses 42 milhões de evangélicos(pseudo cristãos) não existiriam no país, é por não conhecermos a história de fé e relacionamento com o Pai desses caras e principalmente, não conhecermos a Bíblia, q nós pecamos grandão… Velho é ridículo um crente imbécil, dizer quem vai ou não pro céu, sendo q Deus não nos revelou isso,ta pensando q vc é Espirito Santo agora??? amar e servir é dever de todo cristão, quando a gente parar de apontar o dedo e fazer nossa parte na sociedade, ai sim a coisa vai ser bem diferente… nossa cultura evangélica puritana, nos remete pros fariseus, religiosos em seus ritus e costumes, + o coração putrefado, como o interior d um túmulo… lembrem-se da viúva e do órfão… amem a Deus sobre todas as coisas, e seu próximo com vcs mesmos, tetem ver a imagem e semelhança de Deus em um alcoolatra ou um homossexual… imagem esta distorcida pelo pecado…

  24. Lu Costa says:

    Junior, excelente texto. Evidentemente que é claro o assunto abordado, mas infelizmente existem pessoas que se consideram evangelicos, mas na verdade são crentes fundametalistas, nem sequer conhecem a Biblia e não compreendem que não se tira texto do contexto. Toda ela se explica e se completa e isso se faz por inteiro e não em partes, afinal, texto sem contexto é pretexto e hoje vemos igrejas com varias proibições q a própria Biblia não fala e sempre cito o exemplo da bebida. A Palavra não diz q é proibido beber mais fala explicitamente em varias partes que não devemos nos embriagar. Ou seja, beber não é pecado, o pecado é ficar bebado. Assim como é pecado comer demais, ser preguiçoso, falar em excesso….Claro q se uma pessoa não consegue controlar o impulso a embriaguez, é melhor que não beba o primeiro copo. Eu, particularmente gosto de apreciar um bom vinho enquanto almoço ou janto. Infelizmente, para crentes superficiais no conhecimento da Palavra considera isso uma condenação ao inferno. Paulo diz q não devemos julgar os irmãos pq uns guardam dias e outros não, q uns comem carne e outros preferem legumes, pq tudo era para a glória do Pai. Evidente q precisamos evitar escandalizar os irmãos mais fracos para q não pequem por suas fraquezas. Está escrito que fomos chamados para sermos livres em Cristo. Mas as heresias e interpretações com base em achismos criou uma geração de evangelicos q passa para o mundo e para eles mesmos, dentro das denominações, q tudo para nós é proibido, quando na realidade a Biblia apenas nos mostra como viver bem, com qualidade e equilibrio.

    Que Deus te abençõe.

  25. Felippe says:

    Caro amigo, só o fato de escandalizar a consciência de outros, principalmente com algo como o tabagisamo, imnpregnante, vicioso e danoso, vc como Spurgeon, apesar de serem homens de Deus, deviam ser mais amorosos com Deus, que nos deus a salvação, e abandonar uma prática que não pecaminosa, como dizem, mas certamente irritante aos olhos de outros, tão quanto um real pecado.

  26. Gilberto says:

    “Não creio como o cigarro pode tornar um homem impuro”…mas a pergunta que fica é a seguinte: Houve libertação, sendo que é um viciado e outra questão é a seguinte, se o corpo é templo do espírito santo, como posso destruir o corpo fumando?

  27. Eu só vejo o tabagismo “escandalizar” gente de igreja, gente doente que já deveria ter sido curada. Não podemos deixar que a doença evangélica controle a vida alheia.

  28. Jorge Kleber "JK" says:

    Prefiro ficar com JESUS e com o reverendo WESLEY.

    Veja o filme WESLEY fundador do movimento metodista e que tem seguidores no grupo FRATERNIDADE WESLEYANA DE SANTIDADE.

    Quanto ao reverendo batista Spurgeon sei da sua história e das contribuições literárias no campo teológico.
    Também sei que a maioria das batistas norte americanas e jamaicanas costumam fumar.

    Certo da atenção
    Jorge Kleber

  29. Haroldo Azevedo says:

    Como é fácil agregar-se a comentários chulos da imprensa londrina da época. Que perseguia C H SPURGEON Por suas firmes posturas Bíblicas. Pesquise com mais calma e você verá que C H SPURGEON NUNCA FUMOU. Tudo o que se tem escrito é de terceiros colocando palavras na boca de quem já descansa em Cristo. Infelizmente até cristãos espalham tal noticias ditas pela mídia secular da época. Que o odiava.

  30. JESUS says:

    GOSTEI, QUANDO EU FOR DAR UM BACK NA VEIA VOI APRECIAR A SERINGA SE ENCHENDO COM MEU SANGUE, MEDITAR NO SANGUE DERRAMADO NA CRUZ E CURTIR MINHA NÓIA…. BOA EU SABIA QUE NÃO ESTAVA ESCRITO QUE NÃO PODIA USAR COCAÍNA NA VEIA … VALEU KRA

  31. sirlando says:

    Não creio que este argumento tenha qualquer peso. Creio que Spurgeon estava errado em fumar. Mas era ele, por outro lado, um homem piedoso e fantástico professor da Palavra de Deus? Claro que sim! Isto faz com que todos os seus atos e hábitos honrem a Deus? Não.

    Ao afirmar que fumar é pecado, não estou afirmando que todos os fumantes não sejam salvos. Há muitos verdadeiros crentes em Jesus Cristo que fumam. Fumar não impede uma pessoa de ser salva. Nem faz com que perca a salvação. Fumar não é menos perdoável do que qualquer outro pecado, tanto para uma pessoa se tornar um cristão, ou um cristão confessar seu pecado a Deus (I João 1:9). Ao mesmo tempo, eu creio firmemente que fumar é um pecado e que deve ser abandonado, e com a ajuda de Deus, superado.

    Abraços sirlando

  32. Edson says:

    Parabéns Júnior Bocelli, pela coragem de se posicionar, assim como Charles Spurgeon, e falar sobre um assunto tão polêmico. Eu não creio que foi a tua intenção ofender algum irmão nosso que está indo para o céu assim como nós, bem como não foi a intenção de Spurgeon. No mínimo, aos nossos irmãos fortes que se sentiram ofendidos cabe perdoar, pois está escrito que “os fortes devem suportar as fraquezas dos fracos” (Rom 15:1). Não creio que fumar seja pecado, é no máximo uma debilidade. Mas lamentavelmente, muitos irmãos fracos legalizaram o tabaco como pecado. Infelizmente muitos “coam um mosquito e engolem um camelo”. Por essa razão muitas pessoas se afastam das igrejas. E porque não conseguem deixar o tabagismo não aguentam permanecer por muito tempo em uma comunidade que constantemente os classificam de pecadores. Quem aguentaria? Por isso vão embora, com suas consciências pesadas acreditando que Deus os rejeitou e que vão para o inferno. Isso sim é cruel, colocar essa culpa e esse fardo sobre uma pessoa, isso sim é um verdadeiro “camelo” que muitos engolem sem se quer entalar!!!! Bocelli, lamentavelmente há pessoas que se ofendem com a verdade, “no que dependa de você procure estar em paz com todos”; no que não depende de você (nem Jesus conseguiu agradar a todos) quem tiver que te perdoar que te perdoe, mas também se algum irmão não te perdoar problema seu não é, continue a favor da verdade, com coerência e bom senso. A Paz de Cristo para todos…..

  33. Pra começo de conversa você é um covarde, um bunda mole que vem aqui comentar sem se identificar. Quanto ao seu comentário, é um dos pesares de se ter um blog: ler besteiras que desmiolados como você me escrevem.

    Se você tem idade para ironizar, então já está pronto para sofrer as consequências dos seus atos. Se quiser usar drogas, se o seu desejo é de consumir porcarias, e não faz isso por medo de Deus, saiba que não tem validade nenhuma essa “devoção”. Faça o que quiser da sua vida e deixe de ser como os outros evangélicos que enxergam a si próprios como seres vitimados e incapazes de tomar decisões.

  34. O que fumar ou não fumar tem a ver com postura bíblica? Você deve ser maluco. Aliás, quase todo mundo que vem comentar nesse post é meio maluco… falam e falam e não possuem argumentos, e quando dão alguma “referência bíblica”, são na verdade confusões mentais e erros de interpretação de texto que um aluno do quarto ano deveria saber interpretar.

  35. Rafael Dias says:

    Muito interessante este texto cara. Só não concordo com uma coisa: em 1874 não existiam cineastas(conforme a suposta citação de Spurgeon no tópico 17). O cinema só passou a existir apartir de 1895 com os irmão Lumiére.
    Mas de qualquer forma, se foi Spurgeon ou não que falou isso, o texto é uma ótima alegoria pra denunciar o erro e mostrar a verdade. Obrigado pelo conhecimento amigo. 😀

  36. junio romualdo marcelino says:

    realmente existe muita religiosidade barata e hipocresia religiosa em relaçao ao cigarro.Mas na verdade a maioria nao entende e nao quer o evangelho.

  37. Davi says:

    Olá a todos,
    a 13 anos atrás eu me encontrei com Cristo, voltando do serviço ainda pela manhã cantando um louvor fui tomado pelo ES , entrando eu no meu quarto ali estava Cristo ,pronto pra sacudir minha vida e me dar uma outra em abundância, eu tinha 19 anos nesse dia, e fumava desde os 15, daquele dia em diante nem lembrava mais que fumava, acho que li a bíblia toda (entendendo) em 1 semana, tbem li alguns livros naquela semana,um dos que me marcaram foi; A oração que funciona de um cristão anônimo, (recomendo).
    O ano era 2003 , naquela mesma semana comecei a frequentar uma igreja evangélica com foco na santidade, era pequena nos reuníamos em uma casa no centro da cidade, logo me imergi na igreja ,me joguei mesmo, depos de 2 meses já estava fazendo teologia pois a sede era grande, ali conheci meu melhor amigo,até hoje. Meus pastores e esse amigo eram missionários e nasci nesse lado mais sincero da igreja que é uma igreja missionária, não pensávamos em templo ,lucro,status,fama, poder, só pensávamos a cada momento em agradar a Deus e fazer a sua obra.
    Bom nesse período minha mãe morreu,meu vo tbem, e meu pai morava bem longe, eu logo abri meu coração pra orar por uma esposa, pois depois de convertido nem beijar eu beijava e nem pensava nisso meu relacionamento era só com Jesus e dedicava to do meu tempo a Ele,
    então encontrei a mulher da minha vida, 1 ano exato de namoro casei,já fazem 10 anos hoje, é ainda somos felizes como éramos quando namorávamos, 2 anos depois de casado demos tudo que tínhamos, largamos os empregos, pedimos as conta sem fazer acerto,só queríamos ser sustentados pela graça de Deus, até porq a igreja tinha 20 membros e não poderia nos sustentar,rs.
    porém fivamos apenas 2 meses na escola de missões, tivemos que voltar pois não tínhamos condições finaceiras e nem mantenedores,essa época eu já era pastor reconhecido pelo Distrito, em 2009 voltando de uma vigília na madrugada pasei em frente a uma lanchonete, estava com muita paz no meu coração, feliz e desejoso por mãos de Deus, engrei e pedi ima coca, fui pagar e vi um Malboro na prateleira depois de tantos anos ali estava o cigarro de novo na minha frente, rsrs, é eu sem temor e com liberdade pedi um maço, sai eufórico pra fora sentei na gramá da calçada abri minha coca coloquei o cigarro na boca ,acendi e dei o primeiro trago, então chorando comecei a glorificar a Deus, e orar fervorosamente só pra mim, mas podia sentir meu coração palpitante forte no peito, o Espírito Santo estava ali compartilhanão comigo,
    Desde de então irmãos eu fumo , as vcs 1 as vcs 10 por dia, as vez fico 1 semana sem fumar, não tem uma regra,
    minha esposa filha de pastor no começo não gostou,se assustou ,ficou preucupado, mas não demorou muito pra ela ver em mim que o amor de Deus continuava ali,mais forte e mais presente ainda.
    porém apesar de no começo de tudo eu não ter ficado espalhando pros líderes ,depois de um tempo já enojado da religião, do sitema,e do farisaismo que nos cercavá, falei prós mais chegados, e depois pro pastor q me lidere a é prós outros pastores. Irmãos hoje não vou mais a templo !Graças a Deus, me sinto livre e liberto pra intensificar a minha relação com Cristo , me sinto tbem com mais reponsbilidades de ser melhor em tudo que faço , não pra massagear meu ego ou me progetar ,mas para que Cristo seja glorificado, hoje faço das palavras do irmão spurgion minhas palavras, e q seja tudo irmãos para a Glória de Deus,

  38. Munhoz says:

    Parabéns, pela texto.
    tenho 31 anos.
    a uns 8 anos atras eu fumei charutos,
    adorava! mas parei, porque não me prendia.
    sabe, não sabia que dessas 20 regras do spurgeon.
    achei esse texto por acaso!

    mas podemos aplicar ela em outras coisas também
    não só o fumo! rsrsrsr
    parabéns, adorei.
    PAZ

  39. Evandro says:

    Boa tarde
    Sou membro e obreiro na AD e certa vez tive um sonho sobre o arrebatamento da igreja.
    Muitos amigos meus obreiros ficaram,boa parte da minha família e provavelmente eu também fiquei pois estava presenciando tudo.
    O interessante é que meu sogro um fumante fora arrebatado enquanto muitos que o julgavam ficou.
    Deixo o meu relato Deus vos Abençoe


Conheça também