Blog do Júnior Bocelli

Estudos bíblicos, reflêxões, devocionais, histórias e artigos em geral.

O “Jesus” que Jesus não conhece

O "Jesus" que Jesus não conhece

Todos os dias encontro pessoas que vivem como bem entendem, mas desejam assim mesmo as bênçãos do Evangelho.

O ardil é simples:

A pessoa não lê a Palavra (exceto em reuniões públicas e a fim de basear o discurso de algum pregador), não conhece Jesus (exceto como nome poderoso nas bocas dos faladores de Deus), não ora (exceto dando gritos de apoio às orações coletivas), não pratica a Palavra (exceto a palavra do profeta do grupo, ou do bispo ou autoridade religiosa da prosperidade ou da maldição), não se compromete com o Evangelho (exceto como dízimo e dinheiro no “Banco de Deus”: a “igreja”); e, de Jesus, nada sabe; pois, de fato, nada Dele experimenta (exceto como medo).

Entretanto, a pessoa fica pensando que o Evangelho que ela nem sabe o que é haverá de abençoá-la em razão de que ela está sempre no “endereço de Deus”: o templo da “igreja”.

Assim, vivem como pagãos em nome “de um certo Jesus” que não é Jesus conforme o Evangelho; e, mesmo assim, seguem “um evangelho” que não é Evangelho, para, então, depois de um tempo, acharem que o Evangelho não tem poder, posto que acham que já o provaram e de nada adiantou; sem saberem que de fato deram suas vidas a uma miragem, a um estelionato, a uma fantasia de “Deus”.

Milhões pronunciam o nome de Jesus, mas poucos o conhecem numa relação pessoal!

Na realidade o que vejo são pessoas estudando teologia sem conhecerem a Deus; entregando-se ao ministério sem experiência do amor de Deus em si mesmas; brigando pela “igreja” (como grupo de afinidades) sem amarem o Corpo de Cristo em seu real significado; pregando “a mensagem da visão da igreja” julgando que tem algo a ver com a Palavra de Jesus (apenas porque o nome “Jesus” recheia os discursos).

E mais: os que aparentemente sabem o que é o Evangelho e quais são as suas implicações, ou não querem as implicações para as suas vidas pessoais, ou, em outras ocasiões, não querem a sua pratica em razão de que ela acabaria com o “poder” de bruxos que exercem sobre o povo.

Assim, vão se enganando enquanto enganam!

O final é trágico: vivem sem Deus e ensinam as pessoas a viverem na mesma aridez sem Deus na vida!

O amor à Bíblia como livro mágico acabou com o amor à Palavra como espírito e vida!

Não se lê mais a Palavra. As pessoas levam a Bíblia aos “cultos” apenas para figurar na coreografia e na cenografia da reunião — nada mais!

Oração em casa, sozinho, com a porta fechada, e como algo do amor e da intimidade com Deus, quase mais ninguém pratica!

Ora, enquanto as pessoas não voltarem a ler a Palavra, especialmente o Novo Testamento, jamais crescerão em entendimento e jamais provarão o beneficio do Evangelho como Boa Nova em suas vidas.

Há até os que depois de um tempo julgam que o Evangelho é fracassado em razão da “igreja” estar fracassada.

Para tais pessoas a “igreja” não é apenas a “representante de Deus”, mas, também, é o próprio Evangelho!

Que tragédia: um Deus que se faz representar pelo coletivo da doença do “Cristianismo” e que tem “igreja” a encarnação de um evangelho que é a própria negação do ensino de Jesus!

O que esperar como bem para tal povo?

Ora, se não tiverem o entendimento aberto, o que lhes aguarda é apenas frustração, tristeza e profundo cinismo.

Quem puder entender o que aqui digo, faço-o para o seu próprio bem!

Nele, que não é quem dizem que Ele é,

Caio Fábio

Categorias: De outros autores

Escrito por Júnior Bocelli

Júnior Bocelli tem 31 anos, é Bacharel em Física, mas se deu bem mesmo trabalhando como web designer e professor; CEO da iCriação - Sistemas Web e Desktop e funcionário público. Amante de Jesus e do Evangelho, dedica parte do seu tempo a ajudar pessoas que querem Deus, mas não suportam mais a religião.

1 Comentário so far.

  1. Eduardo says:

    Texto sem contexto, é pretexto à má interpretação. Então vou lhe mostrar a passagem inteira meu irmão:
    Marcos 9:38
    38 – E João lhe respondeu, dizendo: Mestre, vimos um homem que em teu nome expulsava demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue.
    39 – Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim.
    40 – Porque quem não é contra nós, é por nós.

    -=-=-
    Observei seu post, e achei interessante em muitos pontos, alguns até concordo contigo, mas não temos o direito de julgar as obras dos outros irmão, mesmo nós não concordando com elas, deixe que Deus cuide para que os ministérios fiéis e imaculados permaneçam
    Não sou pastor, apenas observei e estou lhe passando a minha interpretação da palavra. Leia a palavra e tire a sua interpretação meu irmão.
    A graça e a paz de nosso Senhor Jesus Cristo esteja convoco.


Conheça também